Os sete municípios cearense participam do G20 Semiárido em Petrolina

22



Os 20 principais municípios do interior nordestino, de força econômica, se encontram para discutir políticas e diretrizes que estimulem avanços, participação e representatividade das cadeias produtivas, com o objetivo de reduzir as disparidades econômicas intra e inter–regionais.


G20 Semiárido será realizado em Petrolina (PE), nos dias 22 e 23 de outubro. A abertura acontecerá às 19 horas, no auditório do Senai, com a conferência “O Novo Semiárido”, proferida pela economista e socióloga Tânia Bacelar. No segundo dia, serão realizadas duas mesas redondas e a reunião de cúpula dos prefeitos.


O G20 Semiárido é pioneiro no Brasil. Além dos gestores das diversas instâncias governamentais, o Grupo também contará com a colaboração de representantes de Universidades, Ministérios, Secretarias, Institutos de pesquisa e entidades que possam contribuir para definir estratégias que gerem arranjos e articulações no interior da região semiárida, visando tornar sua economia mais competitiva em âmbito nacional. 


De acordo com o coordenador técnico do G20 e secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão da Prefeitura de Petrolina Geraldo Júnior, durante o encontro será estudada a criação de uma cota, um percentual no volume dos recursos que são emprestados a partir do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) para as empresas e que retornam ao Fundo, onde 1,5% são destinados para investimentos na área de ciência e tecnologia.


“Vamos solicitar que 0,75% desses recursos sejam investidos diretamente em instituições de ensino e pesquisas do Semiárido. Somente a previsão do FNE para 2015 é de movimentar recursos da ordem de 13,3 bilhões e o Condel é quem delibera sobre a programação destes investimentos, então os municípios do Semiárido precisam ter uma maior participação no Conselho”, Concluiu o secretário.


A proposta é que os 20 municípios de maior poderio econômico da região nordestina, respondem juntas por um PIB de R$ 50 milhões e reúnem 4,6 milhões de habitantes. Participam os municípios: Arapiraca (AL); Feira de Santana, Jequié, Juazeiro, Paulo Afonso e Vitória da Conquista (BA); Caucaia, Crato, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Maranguape, Iguatu e Sobral (CE); Campina Grande e Patos (PB); Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Garanhuns e Petrolina (PE) e Mossoró (RN). Também vão fazer parte do encontro os municípios de Janaúba (MG), Picos (PI) e Tobias Barreto (SE).


Para o prefeito Raimundo Macêdo, do município de Juazeiro do Norte, no fórum estarão presentes gestores, especialista, representantes de organizações sociais e instituições de todo o país, especialmente dos estados do Nordeste com a intenção de definir diretrizes e políticas públicas para fortalecer as dinâmicas mais fortes das cadeias produtivas destes municípios e potencializar suas riquezas. “Trata-se de uma forma de aumentar as oportunidades de geração de emprego e renda, contribuindo para ampliar os indicadores sociais positivos destes municípios que já se destacam”, destaca Raimundo Macêdo.


*Por Hariádina Salveano