Operação Sorriso atenderão mais de 50 crianças em cirurgias no Ceará

19


Até o dia 2 de novembro, o Hospital Infantil Albert Sabin, do Governo do Ceará, em parceria com a Operação Sorriso, realiza mais um mutirão de cirurgias em crianças e adolescentes. Desta vez, além das cirurgias de correção de lábio leporino e fenda palatina (abertura no céu da boca), será realizado o enxerto ósseo em crianças. Neste ano, 18 adolescentes foram selecionados para as cirurgias de enxerto ósseo. Além desses jovens, a previsão é que outras 41 crianças com idade de até dois anos sejam operadas para correção de fenda labial ou de palato.


O mutirão iniciou no sábado, 28, com a avaliação e seleção dos pacientes para as cirurgias. É uma ação que nos dá muito orgulho. Enquanto as mais novas estão sendo inciadas no processo de recuperação, os adolescentes vão sair prontos para conclusão, destaca a diretora geral do Hias, Marfisa de Melo Portela, sobre o processo de reabilitação dos pacientes.


Neste ano, a prioridade são os jovens que necessitam de enxerto ósseo. É a primeira vez que fazemos esse tipo de cirurgia em um mutirão, afirma o cirurgião plástico e diretor clínico da OS Marco Aurélio Gamborji. E o Albert Sabin foi escolhido por já ser capaz de absorver a demanda de cirurgias de fenda de lábio e palato sem a necessidade de mutirões. Agora a gente partiu para a conclusão, o refinamento desse trabalho, ressaltou a diretora geral do Hias.


Satisfação dos profissionais, e ansiedade dos pacientes. Nesta segunda feira, os adolescentes Maria Evelin (14), Aldísio Pereira (17) e Sofia Neves (12) passaram, pela primeira, vez, pela cirurgia de enxerto ósseo. Antes de entrar no Centro cirúrgico, o desejo era unânime, poder compartilhar um sorriso aberto. “Fiz a correção do lábio e do palato pelo plano de saúde, mas recusaram o enxerto. O que mais quero é poder usar o aparelho, pra sorrir, né?!”, disse Aldísio. Já Sofia, foi mais incisiva, “quero um sorrisão”.

Mutirão e celebração


O mutirão segue até o feriado de 2 de novembro e celebra os 20 anos de parceria entre o Albert Sabin e a ONG que dirige a Operação Sorriso. Estamos aqui para celebrar a realização de 2.500 cirurgias de lábio leporino. Estamos cumprindo a nossa missão. Em 1997, por iniciativa da Dra. Ana Maria Cavalcante, identificando o grave problema social de crianças que tinham vergonha de sair de casa, tive a oportunidade de presenciar a primeira operação, em que foi montado um esquema nunca visto até então. Hoje essas crianças têm vida normal e muitos estão na faculdade. Durante todos esses anos, graças à sensibilidade dos diretores que passaram pela instituição, governadores e secretários, o programa foi mantido e hoje são realizadas mais de 400 cirurgias por ano, ressaltou a diretora geral Marfisa de Melo Portela.

Referência estadual


O Hospital Infantil Albert Sabin, da rede pública do Governo do Ceará, é referência no atendimento a crianças e adolescentes com lábio leporino e fenda palatina. O serviço é realizado pelo Núcleo de Atendimento Integrado ao Fissurado. Os pacientes são acolhidos e acompanhados por uma equipe multiprofissional, que inclui fonoaudiólogos, pediatras, psicólogos, assistentes sociais, cirurgiões plásticos, dentistas e geneticista. O Hospital Albert Sabin garante exames e consultas com especialistas para os bebês. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 7 às 11 horas e das 13 às 16 horas.


Fonte: Assessoria de Comunicação do Hias