Comitiva visita São Benedito para conhecer Projeto Rosas da Ibiapaba

21


 


Uma comitiva formada por representantes de diversas instituições, visitou o município de São Benedito, para conhecer o projeto Rosas da Ibiapaba.


A comitiva foi formada por representantes de entidades, como Banco do Nordeste (BNB), Sebrae-CE, Adece e Agropolos, e a Aprece. Representantes do setor produtivo, da cadeia do turismo e da gastronomia do Estado também participam desta iniciativa.


O objetivo era debater o projeto que tem como meta transformar a Serra da Ibiapaba em um dos maiores polos brasileiros de produção de rosas. Apresentado aos pequenos, médios e grandes produtores de flores e rosas do Ceará e a diversas instituições, o projeto nasce com o desafio de dobrar a produção na área da floricultura e o número de empregos na região. A programação também incluiu visita ao Santuário de Fátima, Fazenda Lagoinha e à floricultura Reijers.


Estamos aqui construindo esse projeto que é de grande importância para a Região da Ibiapaba. Nosso objetivo é incentivar as pessoas a produzirem rosas, para que a gente possa cada vez mais aumentar esse potencial que é importante para a geração de emprego e renda”, enfatizou o presidente da Aprece e prefeito de São Benedito, Gadyel Gonçalves – que também participava da comitiva. Ele informou ainda que o governador Camilo Santana, por meio de reunião, colocou à disposição a Secretaria de Turismo e todo seu secretariado para unir esforços em prol desse projeto que irá melhorar o turismo na região.


O presidente da Aprece ressaltou que as instituições envolvidas criaram uma agenda, e farão uma visita à Holambra (SP), para conhecer eventos e modelos de negócios para o mercado da floricultura, e com isso trazer bons exemplos de estratégicas para o desenvolvimento neste setor, e aplicar na Região e futuramente replicar nos municípios do Ceará, para o fortalecimento do negócio.


A expansão do negócio da floricultura no Ceará faz parte do projeto Rosas da Ibiapaba, idealizado pelo ex-secretário da Agricultura Irrigada do Estado e atualmente deputado estadual, Carlos Matos.Com a união das instituições, o nosso objetivo é gerar 10 mil empregos na região, sendo 5 mil a partir da floricultura, 2 mil na horticultura, que está surgindo na serra com muita força, e outros 3 mil postos na área turística e em outras atividades, disse.


O Banco do Nordeste é uma das instituições que abraçou o projeto. Segundo o gerente de Negócios da Área Rural do banco em São Benedito, Leônidas Paz, são duas as opções de linha de crédito para os produtores. “Na área rural, temos o FNE Rural e o Pronaf, do Governo Federal. As taxas de juros são de 5,41% ao ano para o FNE e, em relação ao Pronaf, esse percentual varia de 4,6% a 5% anuais”, informou Leônidas.


Dados


São 77.2 hectares de rosas cultivadas na área da Ibiapaba. Apenas 5% são silvestres. São 20 produtores na região, com 795 empregos. Capacitação de 302 jovens.


(Aprece)