Chico Lopes: "Em três minutos, setores golpistas do PMDB mostram a cara e ameaçam a democracia"

11


“Em três minutos, os setores golpistas do PMDB mostraram a cara, confirmaram que trabalham por um golpe e colocaram em risco a democracia”. A avaliação é do deputado federal Chico Lopes (PCdoB-CE), sobre a decisão tomada em reunião de setores do PMDB realizada na tarde desta terça-feira, 29/3, em Brasília, intensificando a tentativa de forçar um governo Temer e um golpe contra a presidenta Dilma Rousseff, democraticamente eleita pelo povo brasileiro e que não cometeu crime de responsabilidade.


“O que chama atenção é que o PMDB nunca deixou de estar no poder, em momento nenhum, desde o fim do regime militar até hoje. E agora parte do PMDB vem com essa de sair do governo para apoiar um golpe disfarçado de impeachment, que se baseia tão somente no argumento de pedaladas fiscais. Coisa que o povo nem sabe o que é e que foram assinadas pelo senhor Michel Temer?”, questiona o deputado Chico Lopes.


“É o mesmo que quer ser presidente da República à força, rasgando a Constituição, desrespeitando a democracia, se enganando totalmente ao pensar que o povo aceitaria isso”, acrescenta. “Quem é Michel Temer para levantar o dedo questionando a honestidade e a legitimidade da presidenta Dilma? O povo está consciente disso e não aceitaria um governo Temer forçado por um golpe”.


PMDB dividido: governo segue tendo apoio


Para o deputado Chico Lopes, o PMDB está dividido e grande parte da legenda continua apoiando o governo da  presidenta Dilma, contra as tentativas de golpe, fato confirmado pela ausência de diversos integrantes da legenda à reunião desta terça-feira, apesar de todos os esforços feitos pelo vice-presidente da República Michel Temer para colocar um maior número de peemedebistas na trilha do golpe.


“O Governo Federal continua contando com grande parte do PMDB, tanto dos deputados e senadores, quanto dos ministros e governadores, além de vários diretórios estaduais. Agora, se a parte do PMDB que hoje encenou esse triste espetáculo em três minutos está saindo do governo, que entregue os vários cargos que ocupa. Sair do governo e continuar com cargos é uma ‘sabedoria’ muito grande”, enfatiza Lopes, citando o termo popular utilizado no Ceará.


Três minutos


“Com essa decisão tomada dessa forma, essa parte do PMDB está até virando gozação. São como miojo? Mudam de opinião em três minutos?”, questiona.


“Felizmente, o povo tem consciência quanto à real situação, quanto aos verdadeiros motivos de tanto bombardeio em cima do governo. As forças conservadoras não aceitam que perderam a eleição de 2014 e tentam empurrar o golpe abaixo na garganta do brasileiro, sob a cortina de fumaça do combate à corrupção”, complementa.