X Bienal Internacional de Dança do Ceará, mais de 200 bailarinos de técnicas e linguagens diversas nos palcos

22


Há 18 anos a Bienal Internacional de Dança do Ceará começava uma história longa, de intensa e contínua atividade de difusão e formação na capital e interior, com o mérito, ainda, de ter representado papel fundamental para o surgimento de cursos técnicos e de graduação superior em dança no estado.


 


Em 2015, a Bienal chega à 10ª edição, com programação de 23 de outubro a 08 de novembro em Fortaleza (23.10 a 02.11), Sobral (23 a 25.10), Juazeiro do Norte (27 a 30.10), Crato (28 e 29.10), São Gonçalo do Amarante – Taíba (30 e 31.10), Paracuru (31.10 e 01.11), Itapipoca (03 e 04.11), Trairí (05 e 06.11) e Uruburetama (07 e 08.11). Apresentada pela Petrobras e Governo do Estado do Ceará, através da Secretaria da Cultura, e com o co-patrocínio da Caixa, a Bienal tem acesso gratuito a todos os espetáculos e atividades.


 


São mais de 70 apresentações de artistas locais, nacionais e internacionais na capital e nas oito cidades do interior, além de residências artísticas, oficinas, palestras e intervenções em espaços públicos. Em Fortaleza, a Bienal acontecerá em importantes equipamentos culturais – Theatro José de Alencar, Cineteatro São Luiz, Teatro Dragão do Mar, Sesc Senac Iracema, CUCAs Barra, Jangurussu e Mondubim – e na Praça das Artes, na Granja Portugal, em parceria com o Centro Cultural Bom Jardim.


 


Nesta edição, a Bienal recebe artistas da Argentina, Bélgica, Cabo Verde, Coréia, França, Portugal e Suíça, além de atrações nacionais de Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro e São Paulo. A cena local se fará presente por meio de criadores de Fortaleza, Paracuru, Itapipoca, Juazeiro do Norte, Trairí, Itapajé, Tururu e Uruburetama.


 


Em cena, mais de 200 bailarinos de técnicas e linguagens diversas nos palcos desta Bienal, que segue firme depois de 18 anos com os propósitos de contribuir para dinamizar a difusão da dança cênica, promover o diálogo da cena local com outros contextos, fomentar o intercâmbio de experiências artísticas, a reflexão, a circulação e a produção de conhecimento na área.


 


Aproveitando o ensejo dessas discussões, a Bienal apresentará, ao longo de sua programação, um recorte da produção coreográfica gestada no âmbito de formações públicas em dança no Ceará.


 


Uma ação artística e formativa compartilhada entre as instituições Bienal, Rede CUCA, Centro Cultural Bom Jardim e Vila das Artes resultou nos Trajetos EnCena, que se mobiliza a partir da questão sobre como é possível contribuir para o acesso de jovens e adolescentes aos saberes¬ fazeres da cena teatral.



 


SERVIÇO
X Bienal Internacional de Dança do Ceará – De 23 de outubro a 08 de novembro com programação em Fortaleza (23.10 a 02.11), Sobral (23.10 a 02.11), Juazeiro do Norte (27 a 30.10), Crato (28 e 29.10), São Gonçalo do AmaranteTaíba (30 e 31.10), Paracuru (31.10 e 01.11), Itapipoca (03 e 04.11), Trairí (05 e 06.11) e Uruburetama (07 e 08.11). Informações: www.bienaldedanca.com. Tel: (85) 3497-5981 / 3268-3034 / 98733-8812.


 


Programação:


http://www.dragaodomar.org.br/programacao.php?pg=CDMAC