Nelson Mandela em Exposição no Dragão do Mar

22


 


Ícone mundial da luta pela liberdade, pela democracia e pela igualdade, Nelson Mandela faria 100 anos, em 18 de julho de 2018. Em tempos de intolerância, preconceitos e injustiças, conhecer a história de Madiba, como é chamado carinhosamente pelos sul-africanos, e entender seu legado se faz ainda mais necessário.


Para celebrar a data, durante todo o mês de julho, o Centro Dragão do Mar está com a Exposição “Mandela: de Prisioneiro a Presidente”. A mostra ainda inédita no Brasil reúne 50 painéis com fotos e 9 peças audiovisuais que contam a trajetória do líder sul-africano.


A exposição traça o percurso da vida de Mandela desde o início do ativismo contra Apartheid, regime racista do governo sul-africano que negava à população negra direitos civis, sociais e econômicos. Dividida em seis temas, “A pessoa”, “O camarada”, “O líder”, “O prisioneiro”, “O negociador” e “O homem de estado”, a mostra traz detalhes sobre a vida pessoal e a luta política de Mandela, abordando seus 28 anos de prisão, a vitória no Prêmio Nobel da Paz, até a eleição como primeiro presidente negro da África do Sul, em 1994.


Fortaleza é a primeira cidade brasileira a receber a mostra que já passou por França, Suécia, Estados Unidos, Equador, Argentina, Peru e Luxemburgo e foi vista por mais de um milhão e 100 mil pessoas.


Serviço


Exposição “Mandela: de Prisioneiro a Presidente”


Museu da Cultura Cearense no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura. Até o dia 30 de julho de 2018, de terça a sexta, das 9h às 19h (com acesso até as 18h30), aos sábados, domingos e feriados, das 14h às 21h (acesso até as 20h30). Acesso gratuito.