Na Capital da Fé são esperados mais de 500 mil pessoas nesse feriadão

19



Juazeiro do Norte é o maior centro do catolicismo popular da América Latina e segundo maior centro de romarias do Brasil, depois de Aparecida(SP). São esperadas mais de 500 mil pessoas à Terra de Padre Cícero, até o dia 2 de novembro. Mesmo com seu notável e surpreendente desenvolvimento urbano, populacional, comercial, industrial e cultural, mantém-se fiel aos ensinamentos e aos preceitos do seu fundador.


Juazeiro do Norte é uma cidade-santuário onde encontram conforto, esperança, solidariedade, confraternização e alegria. É tão forte e grandiosa essa expressão de fé popular que, enquanto no Brasil inteiro a Igreja Católica vem perdendo fiéis, em Juazeiro do Norte só aumenta. De ano para ano é maior o número de peregrinos. Muitos acreditam que a tendência é a cidade ultrapassar Aparecida(SP), que recebe 5 milhões de romeiros por ano.


Em Juazeiro, nessas épocas de romarias, eles entram na cidade, em ônibus e caminhões paus-de-arara, cantando benditos e com expressão coletiva de felicidade. Lotam a área central do município que fica completamente intransitável. Durante os dias da romaria, os visitantes percorrem os principais pontos do turismo religioso da cidade como a estátua do Padre Cícero, Museu Vivo Padre Cícero, no Horto; Basílica de Nossa Senhora das Dores, onde começa a história do Juazeiro; Capela do Perpétuo Socorro, onde está enterrado o Padre Cícero; Santuário do Coração de Jesus, mantido pelos salesianos; e o Santuário de São Francisco, o mais belo do Nordeste.


A orientação dos gestores do município é para o envolvimento de todas as secretarias com atenções voltadas aos peregrinos. Atendimento de saúde e oferta de água em virtude das altas temperaturas, segurança pública, limpeza e organização do trânsito e do comércio de ambulantes.


Todos os cuidados são para oferecer aos visitantes o carinho e a alegria de recebe-los na Capital da Fé, tendo a certeza do retorno em breve ao querido Juazeiro.


Por Hariádina Salveano