Literatura, música, teatro e debates irão celebrar os 70 anos do cantor e compositor cearense

23


O projeto Belchior Sete Zero, criado pelo escritor Ricardo Kelmer, tem o objetivo de celebrar, durante o mês de outubro, o aniversário do cantor e compositor Belchior, que nasceu em Sobral e completará 70 anos em 26 de outubro. Nesta sexta-feira, 7/10, às 19h, o Theatro José de Alencar, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, receberá a abertura do projeto, com show de Lúcio Ricardo, Jord Guedes e Erickson Mendes, que cantarão sucessos de Belchior, e lançamento do livro “Para Belchior com Amor”, com textos de Chico Sá, Gero Camilo, Raymundo Netto, Ricardo Guilherme, entre outros. Os ingressos para o show de lançamento custam R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia). 


O livro traz textos literários de catorze autores cearenses inspirados nas canções do aniversariante. Completando a programação do mês, haverá debates com os autores, shows musicais com vários artistas a interpretar Belchior e apresentações da peça teatral De Olhos Abertos Lhe Direi, com Ricardo Guilherme, criada especialmente para o projeto. Além do Theatro José de Alencar, os eventos ocorrerão em bares, faculdades e no Centro Cultural Banco do Nordeste. A produção do projeto Belchior Sete Zero é  de Amar Arte Produções e Clube de Cultura.


Sobre o livro


No livro “Para Belchior com Amor”, autores cearenses reuniram-se para homenagear um ídolo em comum: o poeta, cantor e compositor Belchior. Inspirados em suas canções, eles escreveram contos, crônicas e cartas em que exploram o universo da obra e da vida do conterrâneo, que marcou a música brasileira com seu talento e originalidade e também com sua surpreendente decisão de afastar-se da vida artística.


Estão presentes temas como o amor, a paixão, o sexo, a arte, a liberdade, a política, a solidão e a violência das cidades, a opressão do sistema sobre o indivíduo e o sentido da existência. Alguns textos mesclam fatos biográficos de Belchior com a vida dos próprios autores, enquanto outros exercitam possibilidades ficcionais com personagens inspirados em suas canções ou tendo o próprio homenageado como protagonista, possibilitando uma interessante imersão literária na vida e na obra do artista.


Segundo o organizador do livro, o escritor Ricardo Kelmer, homenagear Belchior num livro em que se abraçam música e literatura é uma forma de reconhecer a relevância e a profundidade de sua obra, que, feito um caleidoscópio, nos traz novos significados a cada vez que olhamos melhor para ela.


O conjunto de autores e as músicas que inspiraram seus textos é formado por Xico Sá (Todo sujo de batom); Thiago Arrais (Alucinação); Ana Karla Dubiela (A palo seco); Gero Camilo (Na hora do almoço); Ricardo Guilherme (Como nossos pais); José Américo Bezerra Saraiva (Apenas um rapaz latino-americano); Ethel de Paula (Conheço o meu lugar); Cleudene Aragão (Coração selvagem); Ricardo Kelmer (Divina comédia humana); Raymundo Netto (Fotografia 3×4); Joan Edesson de Oliveira (Galos, noites e quintais); Carmélia Aragão (Paralelas); Jeff Peixoto (Sujeito de sorte); e Roberto Maciel (Velha roupa colorida).


Peça de Ricardo Guilherme homenageia o cantor


“De Olhos Abertos lhe Direi” é nome da peça de solo de Ricardo Guilherme que circulará com entrada franca, por meio do projeto, em equipamentos culturais como o CEARC, em Guaiúba, o Centro Cultural Banco do Nordeste e os Cucas (Jangurussu, Barra e Mondubim), em Fortaleza, conforme programação abaixo. 


Na peça, um homem percorre de um lugar a outro, com sua bagagem à mão. E ao completar a sua travessia, se despoja dessa bagagem, plena de referências históricas sobre o seu pensamento e sua ação na inserção social, para reiniciar sua trajetória, agora já despida de resquícios das  convicções do passado. Percebe-se pela exposição acintosa desse legado intelectual que seu conhecimento transcende o ardor das paixões e requer a experiência da apurada e impiedosa razão. Em desagravo à ideia de alienação, o homem em cena propõe uma militância que questiona mentalidades no desafio de criar novas perspectivas.


Com 50 min e classificação de 14 anos, a peça irá circular nos seguintes dias, horários e equipamentos culturais: 8/10, às 19h, no Cuca Barra (Fortaleza); 14/10, às 19h, no CEARC (Guaiúba); 15/10, às 18h30, no Cuca Jangurussu (Fortaleza); 20/10, às 17h, no CCBNB (Fortaleza); 21/10, às 18h CCBNB (Fortaleza); e 22/10, às 19h, no Cuca Mondubim (Fortaleza).


Outros lançamentos


O lançamento do projeto Belchior Sete Zero, também chega a outros palcos de Fortaleza, além do TJA, promovendo shows com os cantores Lúcio Ricardo, Jord Guedes, Pedro Falcão e Erickson Mendes e os músicos Moacir Bedê, Fábio Amaral e André Benedecti edebates com autores do livro em locais como o Centro Cultural Banco do Nordeste, Bar e Restaurante Cantinho do Frango e Zug Choperia, entre 15 e 26 de outubro. A agenda atualizada pode ser conferida na página facebook.com/belchiorsetezero.


Serviço


Lançamento do projeto Belchior Sete Zero, com show de Lúcio Ricardo, Jord Guedes e Erickson Mendes e lançamento do livro “Para Belchior com Amor”


Local: Theatro José de Alencar (Rua Liberato Barroso, 525 – Praça José de Alencar – Centro)

Data: Sexta-feira, 7 de outubro

Horário: 19h

Ingressos: R$30,00 e R$15,00 (meia)

Contato: (85) 3101.2596


Livro “Para Belchior Com Amor” Organizador: Ricardo Kelmer – 96 pag, 11,5 x 18 cm – Miragem Editorial – R$ 10,00.À venda nos eventos de lançamento e pela internet (facebook.com/belchiorsetezero).



Fonte: Secult Ceará