Juazeiro do Norte aparece com a melhor posição do Nordeste no Ranking de Eficiência dos Municípios – Folha

23


Juazeiro do Norte, no sul do estado, distante 491 km da capital, Fortaleza, aparece com a melhor posição, dentre as cidades do Nordeste, no Ranking de Eficiência dos Municípios – Folha (REM-F). A pesquisa espelha alguns dos resultados da dinâmica atual da economia brasileira: gastos públicos crescentes, inchaço do funcionalismo, perda de participação da indústria e a ascensão de regiões promissoras como o Nordeste e de áreas como o agronegócio.


Ainda segundo a pesquisa, muitos investimentos foram realizados até o ano de 2012, onde o país apresentava outra conjuntura. Foi o impulso dessa boa fase econômica até meados do governo Dilma 1, além de políticas locais bem-sucedidas, que contribuiu para consolidar bons indicadores em muitas cidades no Nordeste, região que mais cresceu na última década.


Entre todos os Estados, estão no topo do REM-F o Rio Grande do Norte e o Ceará. A cidade de Juazeiro do Norte, que também é conhecida como a Capital da fé, é o centro da melhor mesorregião nordestina, que é também a terceira melhor do país, atrás de Araraquara e do nordeste fluminense.


A principal iniciativa da atual administração, na esteira do aumento da renda no Nordeste, foi reforçar a arrecadação própria, que saltou de R$ 15 milhões/mês para cerca de R$ 60 milhões.


Na maternidade São Lucas, o custo mensal de manutenção caiu de R$ 1,3 milhão/mês para R$ 1 milhão para atender a cidade e o Cariri. Na educação, além dos altos índices de atendimento destacados no REM-F, a prefeitura arca com 100% do transporte dos alunos.


Juazeiro é ainda um grande polo cultural do Brasil, sendo um dos maiores centros de artesanato e cordel do nordeste do país. A cidade tem ainda um dos maiores polos acadêmico do interior Nordestino e é, também carinhosamente, chamada de “A metrópole do Cariri “.


— 


Hariádina Salveano