Educadores do Ceará aprovam continuidade da greve em Assembleia Geral

17


A Greve Geral da Educação do Ceará continua. Foi essa a decisão de mais uma assembleia da categoria realizada na tarde desta terça-feira (14) no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza. Mais de 1.400 profissionais da Educação participaram do encontro. A paralisação, que começou no dia 25 de abril, está mobilizando professores e funcionários de centenas de escolas na capital e no interior.


O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, organizou o debate e as falas foram divididas igualmente entre quem apoiava e quem rejeitava o fim da paralisação. Após dez falas, cinco defendendo uma tese e cinco defendendo outra, Anizio encaminhou a votação, que decidiu pela continuidade do movimento paredista.


A categoria exige que o Governo do Estado reabra as negociações com base em cinco princípios básicos:


  • Implantação da nova carreira com efetivação da descompressão promovendo ganho remuneratório imediato, na folha de junho, para todos os professores;

  • Aumento progressivo do comprometimento dos recursos do FUNDEB para valorização do Magistério de forma negociada;

  • Reposição dos dias de greve em negociação com o Sindicato APEOC, respeitando a autonomia das escolas, sem desconto de faltas e sem reposição em julho de 2016;

  • Manutenção dos compromissos acordados referentes à pauta pedagógica e condições de trabalho, entre outras, conforme atas de negociação anteriores;

  • Celeridade na negociação da valorização dos profissionais não docentes, garantindo ganhos remuneratórios.


A mobilização continua nos próximos dias com atos, debates e reuniões na capital e interior. Confira a agenda:


16/05 (Quinta-feira): 15h – Plenária de professores temporários – Escola Adauto Bezerra / 19h – Reunião do Comando de Greve – Sede da CUT.


17/06 (Sexta-feira): Capital – 9h – Ato no Palácio da Abolição / Interior – Ato nas CREDE´s


20/06 e 21/06: Reunião dos Zonais.


23/06 (Quinta-feira): 9h – Ato Unificado no Palácio da Abolição (participação de demais servidores do Estado).