Domingo de festa em Barbalha, com cortejo de 60 grupos populares e tradicional carregamento do Pau da Bandeira

19


A Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha começa neste domingo e comemora, em 2016, a primeira edição após o registro como patrimônio imaterial brasileiro, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Nesta noite de sábado, 28/5, “Noite das Solteironas”, aconteceu a solenidade de titulação oficial da festa, com a presença da superintendente do Iphan-CE, Diva Figueiredo, do secretário da Cultura do Estado do Ceará, Fabiano dos Santos Piúba, do secretário de Cultura e Turismo de Barbalha, Antônio de Luna, do prefeito de Barbalha, José Leite, de carregadores do Pau da Bandeira, como o mestre Rildo Teles, capitão do pau, entre outros personagens importantes dessa história.


Na ocasião também foi formalizada a cessão do Palácio Três de Outubro para sediar a Escola de Saberes, um projeto idealizado pelo cineasta Rosemberg Cariry que, por estar em Portugal, enviou um texto para ser lido aos presentes, destacando a importância da festa, do registro, da escola e da continuidade de nossos saberes e fazeres culturais e artísticos, nossa identidade em diálogo com outras culturas.


O secretário Fabiano dos Santos Piúba parabenizou a todos pela conquista do registro da festa como patrimônio imaterial e destacou a importância de continuidade do trabalho de salvaguarda, daqui por diante. Também participou do descerramento de placa em homenagem ao carregador Cícero Ricart, o Careca, falecido durante o carregamento do Pau da Bandeira no ano passado, e do descerramento de placa em homenagem ao registro da festa como patrimônio imaterial. Como destacou o prefeito José Leite, a única festa do Ceará com esse reconhecimento.


A festa em Barbalha segue ate 13 de junho, com uma ampla programação, e tem neste domingo, 29/5, seus momentos mais simbólicos e característicos, com a alvorada com 60 grupos de cultura popular tradicional e com o carregamento doo Pau da Bandeira, previsto para ser iniciado às 11h e concluído, após 6 km e muito esforço, por volta das 19h, com o hasteamento da bandeira demonstrando que a cidade está em festa. Viva Barbalha, viva a Festa do Pau da Bandeira, viva o Cariri, a cultura do Ceará para o Brasil e o mundo.


Domingo de cultura popular tradicional


Nesta manhã de domingo acontece a missa na Igreja Matriz, enquanto 60 grupos de cultura tradicional popular fazem a festa na praça. Ainda pela manhã os grupos saem em cortejo até a Igreja do Rosário, com maneiro-pau, reisados, reisados de caretas, bacamarteiros, penitentes, bandas cabaçais, pau-mirim, capoeira, boi, mateus, entre outras manifestações, demonstrando toda a riqueza da cultura e da arte do Cariri.



Secult/Dalwton Moura