Conselho Estadual de Saúde realiza I Parada do Orgulho Louco

22


Música, ocupação de espaços públicos com caminhadas, cortejos e vivências coletivas essa é a proposta da I Parada do Orgulho Louco promovida pelo Conselho Estadual de Saúde do Ceará (Cesau), por meio de sua Comissão Intersetorial de Saúde Mental (Cism), nesse sábado, 18 de maio.


O evento é uma mobilização pública em defesa da Saúde Mental, da Reforma Psiquiátrica e do cuidado em liberdade, representada por meio de manifestações artísticas e culturais produzindo diálogos com a sociedade sobre a inclusão dos diferentes e das diferenças, debatendo e abordando de forma criativa o modo como essa mesma sociedade encara o “SER LOUCO”.


Segundo a coordenadora da Cism, Luziane Feijó, a Parada é um momento de chamar atenção, também, para o Dia Nacional de Luta Antimanicomial, que mobiliza o país em tono da temática. “A Parada do Orgulho Louco já acontece em diversas capitais do país, a exemplo de Belo Horizonte, São Paulo e Rio de Janeiro. Então, a Cism pensou nesse momento e aqui no Ceará, que será nossa primeira edição. Será um momento de arte, de manifestação diante de tantos retrocessos impostos pelo Governo Federal. E nesse sentindo nosso tema será, Nenhum passo atrás, manicômios nunca mais!”, explica a coordenadora da Cism, Luziane Feijó.


A I Parada do Orgulho Louco inicia sua concentração às 7h30min em frente ao Boteco Praia, na Av. Beira Mar, em seguida, por volta das 8 horas, sai uma caminhada com participantes até o Centro Cultural Belchior no Aterro da Praia de Iracema e deve contar com a participação os usuários dos serviços de saúde mental, familiares, profissionais de saúde mental e a comunidade em geral.


O evento tem o apoio da Casa Civil do Estado do Ceará, Conselho Regional de Serviço Social (Cress/CE), Conselho Regional de Fisioterapia (Crefito 6), Federação dos Agentes Comunitários de Saúde do Estado do Ceará (Fasec), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC),  Conselho Regional de Psicologia, Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Ceará (Sindsaúde/CE), Secretarias Executivas Regionais de Fortaleza I, II, III, IV, V, VI e VII, Fórum da Luta Antimanicomial, Conselho Municipal de Saúde de Fortaleza,  Conselho Regional de Educação Física (Cref 5), Conselho Regional de Enfermagem do Ceará (Conen), Sindicato dos Trabalhadores do Serviços Público Federal (Sintsef/CE).

Saiba mais


O Orgulho Louco surgiu no final do século XX, principalmente, em Londres, Reino Unido, como um movimento de massas de usuários dos serviços de saúde mental e pessoas alinhadas com o tema. No final da década de 1990, eventos semelhantes estavam sendo organizados sob o nome Orgulho Louco em todo o mundo, incluindo Austrália, Irlanda, Portugal, Brasil, Madagascar, África do Sul e Estados Unidos. Os eventos atraem milhares de participantes, de acordo com a MindFreedom International, uma organização de defesa da saúde mental dos Estados Unidos que promove e rastreia eventos gerados pelo movimento.

SERVIÇO

I Parada do Orgulho Louco

Concentração: em frente ao Boteco Praia, na Av. Beira Mar

Horário: 07h30min.