Ceará recebe quase 300 mil vacinas contra covid

69

Duas novas remessas de imunobiológicos contra covid-19, uma fabricada pela Pfizer/BioNTech e outra CoronaVac/Butantan, chegaram ao Ceará nesta sexta-feira (18). Foram entregues 108.900 doses para crianças entre 5 e 11 anos, e outras 187.640 CoronaVac destinadas a maiores de 12 anos.

Enquanto as doses pediátricas serão destinadas a esta fase inicial de aplicação da primeira dose (D1), vacinação infantil o qual o Estado já ultrapassou as 400 mil doses de vacinas contra a Covid aplicadas em nossas crianças de 5 a 11 anos, a remessa de CoronaVac, será destacada para dose de reforço (D3). As vacinas integram do Programa Nacional de Imunizações (PNI), do Ministério da Saúde (MS).

Até a última quinta-feira (17), 16,9 milhões de doses já tinham sido aplicadas no Ceará. O reforço (D3) já chegou ao braço de 2,5 milhões de cearenses. Já o ciclo vacinal básico, com duas doses ou dose única da Janssen, foi cumprido para 6,7 milhões de pessoas no Estado. Os dados são do Vacinômetro.

Em suas redes sociais, o governador Camilo Santana destacou a chegada das vacinas. “Mais vacinas para a sequência da imunização das nossas crianças e reforço nos adultos. Recebemos nesta sexta-feira, 296.540 doses de vacinas contra a covid, sendo 108.900 da Pfizer pediátrica e outras 187.640 da CoronaVac, para pessoas a partir de 12 anos. Seguimos avançando com a vacinação infantil no Ceará, superando até o momento as 400 mil doses no público infantil de 5 a 11 anos. Continuamos trabalhando firmes, em parceria com os municípios, para imunizar os cearenses o mais rápido possível. Juntos estamos superando essa pandemia”, publicou.

Segurança

A formulação da vacina infantil, fabricada pela Pfizer/BioNtech, será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas), com pelo menos oito semanas de intervalo entre primeira e segunda doses. Quem completar 12 anos entre a D1 e a D2 deve concluir o esquema vacinal com a dose pediátrica da Pfizer.

Em relação à eficácia, a Pfizer informou, em outubro do ano passado, que a vacina é segura e mais de 90,7% eficaz na prevenção de infecções em crianças nessa faixa etária.

Para receber a aplicação do imunizante, as crianças, acompanhadas por pais ou responsáveis, devem apresentar um documento de identificação oficial. Em Fortaleza, também será necessário apresentar um documento original com foto do responsável pela criança no momento da aplicação.

A tampa do frasco virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também por pais, mães e cuidadores – em vez da tampa de cor lilás, utilizada para aplicação com pessoas das outras faixas etárias.

Recomenda-se que a vacina da Pfizer não seja administrada de forma concomitante a outras do calendário infantil, sendo indicado intervalo de 15 dias entre uma e outra.

A meta de vacinação infantil contra covid no Ceará é de 904 mil crianças, sendo que o Estado já está com 404.058 vacinas aplicadas em nossas crianças de 5 a 11 anos. O governador terminou sua fala reforçando a importância dos pais ou responsáveis realizarem o cadastro no sistema Saúde Digital (https://vacinacaocovid.saude.ce.gov.br), da Secretaria da Saúde. “Temos, até o momento, 622.317 cadastros confirmados, e precisamos ampliar esse número o quanto antes. Não vou descansar até que todos os cearenses estejam imunizados, vacinas salvam vidas”, finalizou Camilo Santana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here