Artistas e intelectuais lotam teatro em defesa de Lula e da democracia

21


Centenas de juristas notáveis, artistas, intelectuais e parlamentares marcam presença na noite desta terça-feira 16 no ato em defesa da democracia e da candidatura do ex-presidente Lula nas eleições de 2018, que acontece no Teatro Oi Casa Grande, no Rio de Janeiro.


O objetivo do evento é prestar solidariedade ao ex-presidente, que vai a julgamento no próximo dia 24, e denunciar a perseguição judicial encampada contra o petista que tem como objetivo inviabilizar sua candidatura à presidência este ano.


O ato, organizado por artistas e intelectuais do Rio de Janeiro, teve como eixo a defesa do direito de Lula ser candidato à Presidência. O recurso do ex-presidente contra a decisão do juiz Sérgio Moro, que o condenou em primeira instância, será julgado no próximo dia 24. Eu já provei minha inocência. E agora desafio que provem alguma culpa minha, declarou Lula. Minha honra vale muito. Se não tive coragem de roubar uma maçã que tinha vontade quando era pequeno, eu ia roubar um apartamento de R$ 500 mil?!, questionou.


Sobre o desejo de se candidatar novamente ao Planalto, Lula foi taxativo. “Não preciso ser presidente, eu já fui. Ninguém é obrigado a me apoiar para presidente, mas olha, agora quero ser. O dia que eles aprenderem a falar menos em corte e perceberem que uma nação não é construída por cotas de mercado e sim por homens e mulheres… E se é isso que incomoda eles, agora eu quero incomodar, avisou Lula.


Participam do ato os atores Bemvindo Sequeira, Tonico Pereira, Silvio Tendler, Dira Paes, Mônica Martelli e Gregório Duvivier.


Entre parlamentares, ex-ministros, intelectuais e juristas estão Márcia Tiburi, Roberto Saturnino Braga, Guilherme Boulos, Benedita da Silva (PT-RJ), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Celso Amorim, Emir Sader e Luiz Pinguelli Rosa.


Em discursos acalorados, eles defendem a inocência de Lula no caso do triplex do Guarujá, a perseguição do Judiciário e da mídia contra o ex-presidente e o direito de ele participar da disputa ao Planalto.


Um ato similar acontecerá em São Paulo no Tuca (Teatro da Universidade Católica de São Paulo), no bairro de Perdizes, zona oeste da cidade, na próxima quinta-feira 18.



Fonte: Brasil 247