A CAIXA Cultural Fortaleza apresenta, de 5 a 10 de abril, a I edição da Feira do Cordel Brasileiro

23


Uma caixa de Cordéis para você!. A feira, que acontece no mês em que é comemorado o Dia Internacional do Livro, é uma iniciativa da Associação de Escritores, Trovadores e Folheteiros do Estado do Ceará (Aestrofe) e conta com cerca de 30 expositores. Nesta nova edição da antiga Feira Brasileira do Cordel, o homenageado será o cordelista e declamador Mestre Chico Pedrosa, por ocasião dos seus 80 anos de vida e arte.


A programação gratuita reúne muitos dos principais expoentes da literatura de cordel no país, além de cantadores de viola e de música regional. Entre as atrações, estão os músicos Beto Brito, Estrela do Norte, Edilson Barros, do grupo Batuta Nordestina, e Cayman Moreira. Haverá, ainda, show de repentistas com a dupla Geraldo Amâncio e Zé Maria de Fortaleza, assim como declamação de poesias com os cordelistas Klévisson Viana, Evaristo Geraldo, Lucarocas, Paulo de Tarso, Raul Poeta, Arievaldo Viana, Rafael Brito e Chico Pedrosa.


Além disso, a feira conta com palestras, oficinas, apresentações teatrais com os grupos Formosura de Teatro, As Catirinas e Pajearte. Para complementar a programação haverá exposição e venda de folhetos de cordel e lançamentos literários. A curadoria é do cordelista e editor Klévisson Viana, vencedor do Prêmio Jabuti de Literatura (2015) com o livro: O Guarani em cordel (Amarylis), baseado na obra de José de Alencar.


Com o tema Uma caixa de Cordéis para você!, a feira objetiva difundir a leitura da poesia de cordel, assim como promover e fomentar o encontro entre o público em geral com os cordelistas, editores, repentistas, ilustradores e xilogravuristas da nossa tradicional literatura popular em verso. Apesar do seu linguajar simples e informal, a literatura de cordel é, hoje, vista como importante manifestação literária, pois é compreendida como sendo, em língua portuguesa, uma das nossas primeiras manifestações poéticas por ter sua origem na produção oral trovadoresca. Neste sentido, a Literatura de Cordel vem cada vez mais sendo aceita e estudada pelas academias e já possui uma Academia Brasileira de Cordel, fundada em 7 de setembro de 1988, com sede no Rio de Janeiro.


HOMENAGEM A CHICO PEDROSA


O homenageado: Francisco Pedrosa Galvão nasceu no município de Guarabira, Paraíba, no sítio Pirpiri, em 14 de março de 1936. É poeta e declamador. Estudou na escola do sítio onde morava até o terceiro ano primário quando sofreu a injustiça de ser expulso pela professora, incidente relatado no poema Revolta dum Estudante. Começou a escrever folhetos de cordel aos 18 anos. Ao lado do amigo e poeta Ismael Freire cantava e vendia seus folhetos nas feiras da região. Além de folheteiro, Pedrosa foi também camelô e representante de vendas. Hoje, vive exclusivamente de recitar e divulgar seus trabalhos, gravados em CD e publicados em livros.


Serviço:


Vivência: Feira do Cordel


Local: CAIXA Cultural Fortaleza


Endereço: Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema


Data: 5 a 10 de abril de 2016


Horários: terça-feira a domingo (conforme programação)


Classificação indicativa: Livre


Entrada gratuita


Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais (os assentos especiais são para os espetáculos dentro teatro)


Bilheteria da CAIXA Cultural Fortaleza:


(85) 3453-2770