QUEM SOMOS CONTATO
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Notícias - Cultura

29/06/2018
CONQUISTA

Aprovada na Assembleia Legislativa lei para realização de concurso público da Secult

 

 

Além do concurso público, foi aprovada também a mensagem que institui a Política Estadual Cultura Viva do Estado do Ceará

"O primeiro concurso da primeira Secretaria de Cultura do país. Uma vitória da Cultura e do Ceará", afirma Fabiano Piúba, secretário da Cultura. Duas mensagens sobre política cultural foram aprovadas na Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (28): a da realização de Concurso Público para a Secretaria da Cultura do Estado e outra que institui a Política Estadual Cultura Viva do Estado do Ceará. Ambas são marcos importantes para o fortalecimento da política cultural do Ceará e o cumprimento das metas do Plano Estadual de Cultura.

A Secult vai lançar, em breve, o edital para a seleção de profissionais de nível superior em diversas áreas de atuação. Ao todo, serão abertas 102 vagas. Um segundo edital, com mais 30 vagas, será lançado ainda em 2018; totalizando 132 vagas.

Com 52 anos de criação, sendo, assim, a Secretaria de Cultura mais antiga do país, a Secult recebeu em toda sua história apenas servidores de órgãos já extintos do Estado, contando hoje com grande defasagem de pessoal em atividade. Seu quadro de funcionários é composto hoje por 68 (sessenta e oito) servidores ativos, sendo que, desses, 37 estão em abono de permanência, ou seja aguardando aposentadoria. Já os inativos (aposentados e pensionistas) somam a significativa quantia de 221 (duzentos e vinte e um) servidores, o que demonstra a necessidade de criação dos cargos previstos na mensagem enviada para a Assembleia Legislativa.

Um concurso público para o órgão neste momento visa possibilitar o atendimento da missão institucional da Secult, e das diretrizes do Plano Estadual de Cultura, instituído pela Lei nº 16.026, de 01 de junho de 2016, que reitera o compromisso no Capítulo VII, Meta 2, sobre a Institucionalização das Políticas Culturais e da Participação Popular. Além disso, objetiva tornar a máquina administrativa mais ágil e compatível com as demandas e interesses da coletividade, mas também impor um esforço contínuo de adequação de modelos estruturais às políticas e estratégias da ação governamental.

"Anunciado pelo governador Camilo Santana, no dia 16 de janeiro de 2018, o concurso público para a Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) é um presente para a Cultura do Ceará, um passo importante para o fortalecimento institucional da Secretaria da Cultura, para que ela possa desenvolver com mais capacidade técnica, com um quadro qualificado, as metas do PEC, que são para os próximos 10 anos. Uma conquista do Estado, da Secretaria da Cultura, mas sobretudo da classe artística e cultural da sociedade cearense", destaca o Secretário Fabiano Piúba.

Situada no Prédio do Cineteatro São Luiz, a Secult possui 17 equipamentos a ela vinculados: o Theatro José de Alencar, o Theatro Carlos Câmara, a Biblioteca Pública Menezes Pimentel, a Biblioteca Espaço Estação, a Biblioteca Pública Menezes Pimentel, o Museu do Ceará, o Museu da Imagem e do Som, o Museu Sacro São José de Ribamar, a Casa Juvenal Galeno, o Arquivo Público, o Arquivo Público Intermediário, a Casa de Saberes Cego Aderaldo, o Espaço Criativa Birô, a Vila da Música, o Sobrado José Lourenço, o Cineteatro São Luiz, a Vila da Música (Crato) e o Memorial Cego Aderaldo (Quixadá).

Lei Cultura Viva

O Projeto de Lei que institui a Política Estadual Cultura Viva tem como objetivo promover a produção e difusão da cultura e o acesso aos direitos culturais à população cearense, constituindo-se como política de base comunitária, territorial e temático-identitária, do Sistema Estadual de Cultura do Estado do Ceará. Dentre as conquistas previstas no Projeto de Lei está a certificação anual de entidades culturais da sociedade civil no âmbito do Programa Cultura Viva que amplia e fortalece a Rede Cearense de Pontos e Pontões de Cultura.

A Lei Estadual Cultura Viva prevê a manutenção e amplia o programa, garantindo pelo menos um edital público anual que possibilita o repasse de recursos financeiros aos Pontos e Pontões de Cultura selecionados, garantindo a continuidade de suas ações, simplificando e desburocratizando os processos de prestações de contas, a realização bienal da Teia Estadual e Fórum dos Pontos de Cultura, dentre outras ações de Continuidade. A minuta foi construída de forma conjunta com a Comissão Estadual dos Pontos de Cultura.

A Política Estadual Cultura Viva está em consonância com o Plano Estadual de Cultura, instituído pela lei estadual nº 16.026, de 1º de junho de 2016, bem como com o Sistema Estadual de Cultura.

 

Última atualização: 29/06/2018 às 11:07:13
 

Notícias Relacionadas

05/09/2017    Índios Tapeba conquistam a demarcação das Terras na Caucaia
25/01/2017    APEOC lança campanha salarial dos profissionais da educação do Estado
14/04/2016    A manobra para aprovar o afastamento de Dilma é um golpe contra o projeto de Brasil
03/03/2016    RNP+CE tem a promessa do prefeito Roberto Claudio para o passe livre
04/12/2015    Maracatu: patrimônio imaterial de Fortaleza
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

www.igenio.com.br
Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados