QUEM SOMOS CONTATO
Aumentar tamanho das letras Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Versão para impressão


Notícias - Tecnologia & Saúde

23/11/2017
DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO

Fiocruz realiza simpósio de neuroinflamação no Ceará

 

O Simpósio Internacional de Neuroinflamação, a realizar-se em Fortaleza, entre os dias 27 e 29 de novembro, marca o início de uma série de eventos que culminarão com a inauguração do campus da Fiocruz Ceará no município de Eusébio, ao lado de Fortaleza. Com isso, a Fiocruz já participa do processo de ampliação do cenário de desenvolvimento científico da região.

Trazendo abordagens científicas sobre o tema das interações entre o sistema nervoso e o sistema imune, o evento tem como objetivo fomentar discussões sobre os avanços do conhecimento científico relacionados à neuroinflamação, presente em grande parte de doenças (infecciosas ou não), que afetam o sistema nervoso.

Além disso, e diante do surto recente do vírus zika no país, causando malformações congênitas em crianças nascidas de mães infectadas, e síndrome de Guillain-Barré em indivíduos adultos, o Simpósio se torna um importante encontro para dar mais visibilidade aos temas, principalmente no Nordeste, que vive uma situação delicada com previsões de novos surtos de grandes proporções.

O encontro contará com cerca de 600 participantes, além de 40 palestrantes de diversas instituições como a Universidade Federal do Ceará (UFC), Universidade Federal Fluminense (UFF), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Universidade Federal do Pará (UFPA). Haverá ainda convidados estrangeiros do Instituto Pasteur de Paris, Instituto Pasteur de Montevidéu e instituto de Biomedicina de Buenos Aires.

A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, projeta uma parceria de desenvolvimento entre o Ceará e a Fiocruz na área de pesquisa e soluções para tratamento de problemas na Saúde que atualmente atingem a população, em especial, das regiões Nordeste e Norte. "O processo de instalação de novos centros recentes tem como horizonte contribuir para redução das desigualdades regionais. Isso não é feito isoladamente por nenhum instituto de pesquisa, isso é feito a partir de uma política pública que tem que unir desenvolvimento social, ciência, tecnologia e educação", explicou.

Segundo o organizador do evento, Wilson Savino, o simpósio, de alta qualidade científica, permitirá ainda que pesquisadores de instituições da região, e outras unidades da Fiocruz no país, possam discutir resultados e projetos, o que deverá facilitar a integração regional e nacional da própria Fiocruz Ceará. 

Dentre os temas a serem discutidos, estarão incluídos autismo, esclerose múltipla, esclerose amiotrófica lateral, mal de Parkinson, doença de Alzheimer, além de doenças de origem infecciosa (malária, hanseníase e sepse por exemplo) que afetam o sistema nervoso.

A programação do Simpósio dá espaço também à obesidade. Especialistas em metabolismo e endocrinologia vão abordar como disfunções neuronais e inflamatórias podem influenciar a vida do indivíduo. Obesidade, bulimia e a anorexia, por exemplo, estão ligadas diretamente ao cérebro e alteram com a autoestima de milhões de brasileiros.

Confira a programação do evento.

---

Fonte: Agência Fiocruz

Última atualização: 23/11/2017 às 18:44:16
 
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente esta notícia

Nome:
Nome é necessário.
E-mail:
E-mail é necessário.E-mail inválido.
Comentário:
Comentário é necessário.Máximo de 500 caracteres.
código captcha
Código necessário.

Comentários

Seja o primeiro a comentar.
Basta preencher o formulário acima.

www.igenio.com.br
Copyright © 2017 - Todos os direitos reservados